Etiquetas

, , , ,


Ajudam a tonificar os músculos e a emagrecer, mas os seus efeitos colaterais podem ser bastante prejudiciais para a saúde.

Ajudam a tonificar os músculos e a emagrecer, mas os seus efeitos colaterais podem ser bastante prejudiciais para a saúde.

Grande parte das pessoas que frequentam ginásios que pretendem conseguir um bom desenvolvimento muscular costumam recorrer a suplementos alimentares para obter resultados mais rápidos. Os batidos de proteína são dos mais utilizados.

Sabe-se que os batidos de proteína podem ajudar a tonificar os músculos e a emagrecer, mas pouco se fala dos seus efeitos adversos. Em excesso, os batidos de proteína podem prejudicar os rins e o fígado, uma vez que sobrecarregam as suas funções.

O excesso de proteína é algo que devemos evitar, uma vez que o nosso corpo pode ser prejudicado a longo prazo. Em excesso, a proteína pode sobrecarregar o funcionamento do fígado e aumentar os resíduos orgânicos que são removidos pelos rins e que podem acumular-se neste órgão, prejudicando o seu funcionamento.

“Praticar exercício físico, pôr-se em forma e ficar tonificado sem uma dieta equilibrada e à custa do consumo de estes pós, está-se a tornar numa moda perigosa”, alerta o El Confidencial.

É preciso saber que o consumo diário normal de proteína não deve ultrapassar os dois gramas por cada quilo do nosso peso corporal. No entanto, a nutricionista Agustina Murcho destaca que é preciso ter em conta a atividade física que se faz, uma vez que quem realiza treinos de alta intensidade deve consumir mais quantidade de proteínas para ajudar os músculos a recuperar.

Claro que esta proteína não deve vir só dos batidos, até porque “os alimentos naturais são sempre melhores do que os sintéticos” e é muito fácil encontrar alimentos ricos em proteína – por exemplo ovo, carnes (vermelhas e brancas), peixe, soja, leguminosas, etc.

Para evitar danos a longo prazo deve acertar a quantidade de proteína que ingere, de preferência com a ajuda de um nutricionista, evitar o consumo de álcool (uma vez que também sobrecarrega o fígado), fazer uma alimentação saudável, beber muita água e evitar as gorduras saturadas.

Fonte: Noticias ao Minuto