Etiquetas

, , ,


Elise Dallemange

Ilha tailandesa já conta com sete casos de mortes estranhas nos últimos três anos. Turista foi encontrada enforcada com corpo parcialmente comido por lagartos.

Elise Dallemange, uma mulher belga de 30 anos de idade, foi encontrada morta na ilha tailandesa de Koh Tao, onde se encontrava de férias. A polícia determinou que o caso se tratou de suicídio mas a mãe da turista questiona essa versão.

O caso já remonta a abril mas só agora são conhecidos os factos. Elise foi encontrada enforcada numa floresta, oito dias depois da data em que era suposto voltar ao seu país. As autoridades revelaram que o corpo de Elise estava parcialmente comido por lagartos.

O chefe da polícia de Koh Tao, Chokchai Suthimek, indicou ao Telegraph que “não havia sinais de assassinato” e que a causa de morte foi asfixia, devido ao enforcamento. No entanto, a família não acredita que Elise se tenha suicidado.

A mãe, Michele Van Egten, diz acreditar que haja mais alguém envolvido na morte da filha porque esta não apresentava quaisquer sinais de depressão e não foi encontrada carta de suicídio.

A vítima tinha informado a família, a 17 de abril, que iria regressar à Bélgica e comprou inclusive o bilhete de viagem. “Não sei por que motivo ela iria comprar um bilhete para depois ir para a selva e cometer suicídio”, indicou Van Egten.

A publicação relembra que este é apenas o caso mais recente de mortes estranhas naquela ilha tailandesa. Nos últimos três anos, sublinha, sete pessoas foram encontradas mortas e só quatro dessas mortes foram catalogadas como suicídios.

Fonte: Noticias ao Minuto