Etiquetas

, , ,


Tribunal Europeu dos Direitos Humanos negou recurso interposto pelos pais.

Tribunal Europeu dos Direitos Humanos negou recurso interposto pelos pais.

Vão ser desligadas esta sexta-feira as máquinas de suporte básico de vida que mantêm vivo o pequeno Charlie Gard.

Os pais do bebé britânico – que sofre de uma condição genética rara e incurável – perderam a batalha que haviam levado ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos para impedir os médicos de proporcionar o que dizem ser uma “morte com dignidade”.

O recurso foi negado e Connie Yates e Chris Gard estão agora impedidos de submeter o filho a um tratamento experimental nos Estados Unidos.

Na sua página no Facebook, os progenitores lamentaram as decisões da justiça a adiantaram que estão a aproveitar as últimas horas de vida de Charlie Gard, cujas máquinas serão desligadas amanhã, sexta-feira.

“Estamos de coração partido a aproveitar as últimas e preciosas horas com o nosso bebé. Não nos foi permitido escolher se o nosso filho pode viver e não estamos autorizados a escolher onde e quando o Charlie morre. O Charlie vai morrer amanhã sabendo que foi amado por milhares”, escreveram os pais na rede social Facebook.

facebook

Fonte: Noticias ao Minuto