Etiquetas

, , , ,


Benfica

No programa televisivo, o responsável portista apresentou várias mensagens alegadamente trocadas entre o assessor jurídico da SAD do Benfica, Paulo Gonçalves, e Mário Figueiredo, o delegado da Liga de clubes Nuno Cabral e o ex-árbitro de futebol Adão Mendes.

Benfica considerou “totalmente irrelevantes no conteúdo” a troca de mensagens de correio eletrónico divulgadas na terça-feira pelo diretor de comunicação do FC Porto, disse hoje à Lusa fonte dos ‘encarnados’.

No programa “Universo Porto”, do Porto Canal, Francisco J. Marques divulgou um alegado email enviado por Mário Figueiredo ao presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, em abril de 2014, sobre declarações do presidente do Sporting de Braga, António Salvador, denunciando a “subserviência de Mário Figueiredo com o Benfica”.

Contactada pela Lusa, fonte do Benfica considerou estas mensagens “totalmente irrelevantes no conteúdo, exceto no facto dos diversos crimes que hoje voltaram a ser cometidos no Porto Canal”.

No programa televisivo, o responsável portista apresentou várias mensagens alegadamente trocadas entre o assessor jurídico da SAD do Benfica, Paulo Gonçalves, e Mário Figueiredo, o delegado da Liga de clubes Nuno Cabral e o ex-árbitro de futebol Adão Mendes.

Na passada quarta-feira, um dia depois de Francisco J. Marques ter divulgados mensagens de correio eletrónico alegadamente trocadas entre o diretor de conteúdos da BTV, Pedro Guerra, e o ex-árbitro Adão Mendes, o Ministério Público (MP) confirmou ter recebido uma denúncia anónima em que o clube ‘encarnado’ é acusado de corrupção, tendo a mesma sido encaminhada para o DIAP de Lisboa com vista a instauração de inquérito.

Fonte: Noticias ao Minuto