Etiquetas

, , , ,


Luís Filipe Vieira

Presidente do Benfica recusa “chafurdar na praça pública”

Luís Filipe Vieira aproveitou a declaração final da Assembleia Geral do Benfica, na noite de sexta-feira, para se referir à polémica levantada por Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, a propósito de uma alegada troca de e-mails entre Pedro Guerra e o ex-árbitro Adão Mendes.

O presidente encarnado saiu em defesa do diretor de conteúdos da BTV e recordou que, quando chegou à Luz, “há 16 anos”, procurou, precisamente recuperar a “credibilidade” do clube: “Não vale a pena estar a perguntar o que [Pedro Guerra] fez. Temos de estar unidos e em sintonia”.

“Com a credibilidade reconquistada, não faz sentido falar em corrupção, apontar o dedo a alguém, e também não faz sentido estar a pedir a qualquer elemento da direção que vá chafurdar para a praça pública”, atirou.

Luís Filipe Vieira prometeu, ainda, a promoção de “seis jovens à equipa principal”, com o intuito de “continuar a senda de vitórias e ter a ousadia de ser campeão europeu”.

Fonte: Noticias ao Minuto