Etiquetas

, , ,


FC Porto

Pinto da Costa destacou a “competência, dedicação e paixão” do novo treinador do FC Porto.

Pinto da Costa explicou, em conferência de imprensa, o que o levou a optar por Sérgio Conceição como novo treinador do FC Porto.

O presidente dos dragões revelou que, “já antes da ida para França, não tinha qualquer dúvida de que, a curto-prazo, seria técnico do FC Porto”, destacando a “competência, dedicação e paixão” do treinador ao clube.

“O principal foi reconhecer a competência que demonstrou ao longo destes anos. Falando com qualquer dos jogadores treinados por ele ou responsáveis que lidaram com ele, colocaram a alto nível a sua capacidade de treinador”, afirmou, antes de aplaudir o trabalho de Sérgio Conceição em França.

“O trabalho fantástico que fez no Nantes, onde pegou na equipa abaixo da linha de água e terminou no sétimo lugar, foi reconhecido como um grande feito. Se calhar, era mais difícil fazer o que o Sérgio fez no Nantes, do que o Zidane fez no Real Madrid com o Cristiano Ronaldo”, acrescentou.

Questionado quanto a possíveis entradas na equipa, Pinto da Costa respondeu com ironia: “Os dois que me pediu, infelizmente não é possível, que foi o Messi e o Ronaldo. Já se convenceu que não pode ser, embora lhe tenha custado a aceitar a nossa indisponibilidade”.

“Não estou preocupado com os jogadores que podem vir e sair. Para isso é que escolhi o Sérgio. Para poder, com os jogadores que tivermos, fazer uma equipa competitiva para ganhar”, terminou.

Fonte: Noticias ao Minuto