Etiquetas

, , , ,


Um homem morreu hoje no Hospital do Litoral Alentejano (HLA), após ter sido resgatado do mar durante a tarde, numa praia em Porto Covo, no concelho de Sines, confirmou a diretora do ser

Um homem morreu hoje no Hospital do Litoral Alentejano (HLA), após ter sido resgatado do mar durante a tarde, numa praia em Porto Covo, no concelho de Sines, confirmou a diretora do serviço clínico da unidade hospitalar.

O homem, de 39 anos, de nacionalidade brasileira, foi transportado para o HLA, em Santiago do Cacém, após “mais de uma hora” de manobras de reanimação no areal da praia de Porto Covo, no concelho de Sines, depois de ter sido resgatado do mar por nadadores-salvadores, disse à agência Lusa o comandante Manuel Sá Coutinho, capitão do Porto de Sines.

Do mar foi também retirada a filha da vítima mortal, de 14 anos, que conseguiu alcançar uma rocha, ainda “com a ajuda do pai”, e que foi depois resgatada pelos nadadores-salvadores, apresentando “algumas escoriações”, indicou a mesma fonte.

Um pouco antes das 17:00, o homem foi transportado pelo INEM para as urgências do hospital, onde continuaram as manobras de reanimação e foi feita uma reavaliação da situação, segundo adiantou a diretora clínica e do serviço de urgência da unidade, Alda Maria Pinto.

“Quando o senhor entrou, por volta das 17:00, estavam fazer as manobras de reanimação e já dentro do serviço de urgência mantiveram-se as manobras, mas acabou por ser declarado o óbito”, disse.

A mesma fonte indicou que foram aplicados “todos os protocolos habituais nestes casos de reanimação e foi declarado o óbito no serviço de urgência”.

“A informação que nós temos é que a causa da morte mais provável teria sido o afogamento, entretanto é sempre submetido a autópsia para determinar a causa exata da morte”, esclareceu ainda Alda Maria Pinto.

A filha, de 14 anos, também foi transportada para o HLA com ferimentos leves, tendo entretanto tido alta hospitalar.

O alerta foi dado às 14:06, segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal, tendo sido mobilizados para o local seis veículos e 18 elementos dos bombeiros de Sines e de Santo André, o INEM, nadadores salvadores do programa ‘Seawatch’ da Capitania de Sines, bem como elementos da estação salva-vidas de Sines e uma embarcação salva-vidas.

Fonte: Noticias ao Minuto