Etiquetas

, , ,


Rodrigo Duterte

“Se violarem três, eu admito-o. Fica por minha conta”, afirmou Rodrigo Duterte.

Depois de ter prometido a morte de todo e qualquer traficante no país, as declarações do presidente filipino Rodrigo Duterte vêm novamente a público pelas piores razões. Sumariamente, o presidente ‘brincou’ ao dizer aos seus soldados que estes podem violar pessoas com impunidade.

Após a visita à ilha de Mindanao, onde decidiu aplicar a lei marcial (lei que dá poder a uma autoridade para ter o controlo absoluto de uma cidade aos vários níveis), Rodrigo Duterte afirmou, publicamente, que os soldados “podem violar até três pessoas” que ele irá, “pessoalmente, assumir a responsabilidade” por esses atos.

De acordo com o The Guardian, Duterte defendeu-se, dizendo estar a brincar e que não iria tolerar abusos. “Se vocês [militares] forem ao fundo, eu vou ao fundo. Com esta lei marcial, com as suas consequências e ramificações, eu sozinho serei responsável. Façam o vosso trabalho e eu tomarei conta do resto”, afirmou na passada sexta-feira.

Garantindo que será o próprio a ordenar a prisão sobre um membro do exército que tenha cometido algum crime, o presidente filipino não deixou de afirmar que “se violarem três [pessoas], eu admiti-lo-ei e ficará por minha conta”.

Fonte: Noticias ao Minuto