Etiquetas

, ,


Através da newsletter Dragões Diário, os azuis e brancos explicaram o episódio que levou à saída da claque portista durante o encontro com o Paços de Ferreira.

Através da newsletter Dragões Diário, os azuis e brancos explicaram o episódio que levou à saída da claque portista durante o encontro com o Paços de Ferreira.

Decorria a 2.ª parte do FC Porto-Paços de Ferreira, quando a claque azul e branca Colectivo 95 decidiu abandonar o estádio do Dragão. Tudo porque os responsáveis do clube não deixaram apresentar uma tarja que a claque em questão queria apresentar.

Esta segunda-feira, através da newsletter Dragões Diário, o FC Porto explicou tudo o que aconteceu.

“No FC Porto não há censura. Vem isto a propósito de uma faixa que a claque Coletivo 95 ontem quis exibir e os seguranças não permitiram a entrada. E não permitiram porque a faixa era ofensiva para com os nossos jogadores no decurso de um jogo e isso nunca será permitido no nosso estádio. E porque não há censura, aqui fica a frase: “Vocês só nos fazem mal! O espírito de campeão vive apenas nos nossos adeptos”. Quem nos faz mal, muito mal, não são os nossos jogadores, que lutaram como bravos contra forças extrajogo muito prejudiciais”, lê-se na newsletter diária do clube azul e branco, onde é acrescentado:

“Não perceber isso é não perceber nada do que foi esta temporada, porque nem foi só no campeonato que o FC Porto foi impedido de vencer. Fora do estádio foi exibida apenas uma parte da frase e sobre isso apenas os responsáveis por essa atitude poderão falar”, concluíram os dragões.

Fonte: Noticias ao Minuto