Etiquetas

, , , ,


Ministério Público

O Ministério Público ordenou a abertura de um inquérito para apurar a causa da morte de dois cidadãos no sábado, durante uma caminhada na zona de Alcanhões, no concelho de Santarém, foi hoje anunciado.

A Procuradoria da Comarca de Santarém informa hoje no seu site na internet que o Ministério Público “ordenou a remoção dos cadáveres de Santarém para o Gabinete Médico-Legal para Vila Franca de Xira”, onde foram realizadas as autópsias, cujos resultados não foram divulgados, e que o Ministério Público ordenou a abertura de um inquérito com vista a apurar a causa da morte de dois cidadãos, de 43 e 35 anos.

Os dois amigos que morreram no sábado em Alcanhões, Santarém, quando faziam uma caminhada de resistência, relataram por telefone momentos de “desorientação e indisposição após ingestão de ervas”, disse à Lusa, na ocasião, o comandante dos bombeiros de Pernes, José Viegas, tendo relatado que os dois amigos foram encontrados perto um do outro, mas já sem sinais de vida.

“O relato de ingestão de plantas com estas consequências é uma situação muito estranha, nunca aqui aconteceu, mas o que se passou ao certo é uma situação que só a autópsia poderá revelar”, observou Viegas, tendo avançado que os corpos dos dois homens “não apresentavam sinais de violência ou sinais de agressões”.

Contactada pela Lusa, fonte da PJ de Lisboa disse hoje que as autoridades estão a “tentar apurar as circunstâncias que envolveram a morte dos dois homens”, não tendo dado informações sobre os resultados das autópsias.

As cerimónias fúnebres dos dois amigos já têm data e hora marcadas, tendo o corpo de Filipe Namora chegado hoje, quarta-feira, à Capela das Portas do Sol, em Santarém, cerca das 14:00, onde ficará em câmara ardente para as despedidas de familiares e amigos.

Na quinta-feira, realiza-se uma missa de corpo presente, às 11:00, na Igreja de Santa Maria da Alcáçova, seguindo depois o corpo para cremação em Santa Iria da Azóia.

O corpo de Ricardo Marques chegou na manhã de hoje, quarta-feira, à Igreja Paroquial de Alpiarça, onde permaneceu com guarda de honra da Força Aérea Portuguesa até às 16:00, seguindo-se o funeral para o cemitério de Alpiarça.

O inquérito a estas duas mortes está a ser dirigido pelo DIAP de Santarém, sendo o Ministério Público coadjuvado na investigação pela Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo da Polícia Judiciária.

Fonte: Noticias ao Minuto