Etiquetas

, , , ,


Se tiver algum destes sintomas, procure aconselhamento médico.

Se tiver algum destes sintomas, procure aconselhamento médico.

Enquanto sintomas enjoos, idas frequentes à casa de banho ou fadiga são considerados comuns durante a gravidez – embora nem todas as futuras mães os tenham – há outros que são sinais de alarme.

O surgimento de certos sintoma pode indicar que a gravidez não está a evoluir como devia. O site australiano Mamamia revela os quatro sinais a que as futuras mamãs devem estar atentas, uma vez que são razão para ir ao médico:

Se está muito inchada. É normal ficar mais inchada durante a gravidez, mas os profissionais de saúde destacam que deve estar atenta ao rosto e às mãos em particular, pois ter estas zonas inchadas pode ser um sinal de pré eclâmpsia ou toxemia. Se ficou inchada de repente, fale com o seu médico.

O bebé mexe-se menos. Deve começar a sentir o bebé entre as 16 e as 24 semanas. Se a partir desta marca temporal sentir que o seu bebé se anda a mexer notavelmente menos, fale com o seu médico pois pode passar-se algo de errado com o seu bebé.

Se está a sangrar. Apesar de algum sangramento leve ser normal durante a gravidez, de forma mais substancial pode ser um sinal de aborto espontâneo, placenta prévia ou rutura da placenta. Por isso, se notar um sangramento fora do normal, contacte o seu médico obstetra imediatamente.

Sente dores. É comum que a gravidez traga algumas dores, seja das costas ou dos pés, por exemplo, mas sentir uma dor constante, severa ou que surge com um sangramento ou outros sintomas, deve contactar o seu médico para despistar a possibilidade de aborto espontâneo, gravidez ectópica ou quistos a provocar dor pélvica/abdominal.

Fonte: Noticias ao Minuto